NOTÍCIA

Circuito em Itália: Imperdivel!

2017-10-27
A Próxima Viagem
A Próxima Viagem
A Próxima Viagem

Cidades a conhecer: Milão, Veneza, Rimini, Florença e Bolonha.

Milão
Ser o centro financeiro e comercial de um país e, ao mesmo tempo, referência nos campos da história, arte, arquitetura, moda e design não é para qualquer cidade. E Milão, a capital da região da Lombardia, na Itália, sabe ser multifacetada. Na opinião de alguns, a cidade chega a ser excessivamente urbana, porém inegavelmente charmosa, um local onde o novo e o antigo se misturam perfeitamente e as opções de entretenimento são numerosas.
À primeira vista, Milão impressiona pelo ritmo frenético das ruas, com pessoas indo e vindo, tráfego de veículos intenso, prédios comerciais e lojas, mas a verdade é que em meio a esses locais citados também há museus importantíssimos (é lá que o visitante vai ver de perto A Última Ceia, de Leonardo da Vinci), sítios que preservam a história da cidade, teatros, restaurantes que servem delícias da culinária milanesa, cafés, parques e muito mais. 
Caminhar pelos charmosos bairros da cidade é uma das sugestões de programas imperdíveis. Alguns pontos turísticos importantes e movimentadas áreas de compra, por exemplo, concentram-se na região central, em torno da Catedral (Duomo), mas é claro que se deslocar para outros pontos mais distantes não é nada complicado devido ao eficiente transporte público local.

Venezeza: Arte e mistério ao virar da esquina!
Cento e vinte ilhas, separadas por numerosos canais e interligadas por mais de 400 pontes, constituem a cidade de Veneza. Toda a vida desta cidade assenta, literalmente, sobre água e os transportes são igualmente efectuados deste modo, seja usandoos vaporettos (o equivalente aos nossos autocarros, mas em versão
anfíbia), barcos-táxi ou barcos particulares. As populares gôndolas são usadas sobretudo pelos turistas.
No centro histórico, com menos de 70 mil residentes permanentes, estão situadas as funções administrativas e ligadas à poderosa indústria do turismo.
O turismo é fulcral nesta região italiana, movimentando mais de 12 milhões de pessoas por ano. Para tal, contribui todo o misticismo e monumentos históricos desta antiga cidade-estado, mas também as actividades culturais presentes ao longo de todo o ano, como a Bienal de Arte, o Festival Internacional de Música Contemporânea, a Mostra de Cinema ou a programação musical do famoso Teatro La Fenice, que retomou a actividade em 2004, depois do incêndio que praticamente o destruiu em 1996.
A história de Veneza está intimamente ligada à da sua arte, reproduzida nos inúmeros monumentos que dão cor aos bairros que dividem a cidade, os sestieri. Os dois núcleos principais são compostos pelo complexo arquitectónico da Piazza de San Marco, o cartão de visita da cidade, e as zonas burguesas e comerciais do Rialto.

Rimini: A cidade que abriga a Italia em miniatura!
Durante quase todo ano, Rimini uma provincia da região da Emilia Romagna, é um lugar tranquilo e elegante, orgulhosa de suas ruinas romanas e da sua arquitetura renascencista, conhecida por seus bons comércios e restaurantes. Mas no verão, a cidade se transforma em puro divertimento, não só por suas praias; a costa do adriático reúne os melhores e maiores parques temáticos da Europa.

Florença: Verdadeiro museu ao ar livre!
Foi aqui que começou a paixão pelo estudo da Antiguidade Clássica, que deu lugar ao Renascimento; aqui trabalharam Dante e Miguel Ângelo, bem como os Médicis, que cultivaram o mecenato, contribuindo para a Idade de Ouro da criatividade florentina. Os primeiros historiadores de arte “descobriram-na” no século XIX; desde então, tornou-se na “meca” dos viajantes de todo o Mundo. Nenhuma outra cidade de Itália possui uma riqueza semelhante à que encontramos nos seus museus e galerias.
Florença é, contudo, muito mais do que a cidade da arte. Visitá-la é também a ocasião ideal para conhecer ofícios artísticos de tradição secular, com oficinas e lojas que produzem objetos de grande beleza, assim como a sua tradição folclórica inigualável, com celebrações em que os habitantes participam ativamente; a sua gastronomia, verdadeiramente deliciosa e preservada, e os seus vinhos inimitáveis e dos melhores de Itália, como Chianti, Brunello, Vernaccia, entre outros, são também muito apreciados.

Bolonha
Com quase 400 mil habitantes, a cidade de Bolonha fica no norte de Itália, na região de Emilia-Romana, entre o rio Reno e o rio Savena. É uma cidade multicultural e também com um ambiente jovem e universitário. É nesta cidade que está a universidade mais antiga do país e da Europa, datada do século XI (1088) e por onde passaram personalidades – e deram aulas lá – como Petrarca, Dante e Boccaccio. Mais de 80 mil estudantes vivem na cidade de Bolonha, algo que se nota mal se chega à cidade pela quantidade de gente jovem que anda pelas ruas.

Partners

2018 Copyright © Famalowcost.com | RNAVT Nº 3831

Code & Design Webhouse.pt